Utopias, distopias e eutopias

15 

Na sequência das X Jornadas de Cultura Hispano-Portuguesa, organizadas em Salamanca, nos dias 12 e 13 de maio de 2022, pelo Instituto de Pensamiento Iberoamericano [Universidad Pontificia de Salamanca] e pela Cátedra Poesia e Transcendência [Universidade Católica Portuguesa, Porto], reúnem-se em Utopias, distopias e eutopias. Ressonâncias na filosofia e na literatura contemporâneas oito comunicações, com introdução de Santiago García-Jalón de la Lama: «La esperanza: entre la razón y la imaginación», de Miguel García-Baró; «Saudade ou “o futuro que tarda em começar”. Distopia ou Utopia?», de José Pedro Angélico; «Portugal i Ibèria: ucronies narratives i pensament utòpic en la literatura catalana», de Víctor Martínez-Gil; «A ilha ibérica de José Saramago», de Carlos Nogueira; «El rastro utópico en la obra de José Antonio Ramos Sucre», de Carmen Ruiz Barrionuevo; «Escrevo à sombra do som da morte. Ensaio para um monólogo sobre Rui Nunes», de José Rui Teixeira; «Building Castles in Spain. Galicia utopía e desutopía na voz dalgúns poemas», de Chus Pato; e «Revisitação de As Cidades e as Serras: as utopias de Jacinto e o utopismo literário dos séculos XIX e XX», de Fátima Vieira.

1.ª ed.: julho 2022
160 x 235 mm | 148 pp.
ISBN 978-989-53411-8-4

Introdução: Santiago García-Jalón de la Lama
Imagem da capa: Käthe Kollwitz, Los bruch [1902]

Share This