Rodrigo Garcia Lopes
O enigma das ondas

14 

Não é preciso mais ir em busca do poema.
Como se diz, o mato depressa nasce
e tarde envelhece. Procuramos

pelas servidões do Pântano, na praia, procuramos
até nas páginas do livro onde aquele poema
deveria estar. Mas não está. A lua nasce

atrás da linha de arrebentação, nasce
no instante em que esquecemos que procuramos
as palavras exatas para um poema:

O poema nasce enquanto o procuramos.

1.ª ed.: fevereiro 2022
150 x 210 mm | 134 pp.
ISBN 978-989-53411-1-5

Imagem da capa: Edward Hopper, Ground Swell [1939]

Share This