Teixeira de Pascoaes
Poesia I

21,20 

Vós sois o meu Passado sempiterno,
Sítios da minha infância, onde eu brincava!
Ó meu jardim sozinho,
Durante o negro inverno!
Velho pinheiro manso, além, naquele monte.
Este muro a cair, à beira dum caminho,
Por onde, a cismar alto, ao frio vento, andava.
Ó minha velha fonte,
Onde, eu e o sol, matávamos a sede…
Ermos salões, com mortos na parede;
E, ao lado deles, vejo, em sombra de tristeza,
O meu perfil humano…

REF: TP 01 Categorias: , ,

1.ª ed.: janeiro 2023
160 x 235 mm | 280 pp.
ISBN 978-989-53781-7-3

Edição e introdução: José Rui Teixeira
Apoio: Câmara Municipal de Amarante e Direção Regional de Cultura do Norte
Coordenação científica: Cátedra Poesia e Transcendência [UCP Porto]

Share This