José Rui Teixeira
Como um ofício

15 

Abro a porta. A soleira é um hiato
que deus não habita.
O chão bate contra a chuva.
Ocorre-me um amarelo de penúria,
dois ou três adjetivos ambíguos,
a extensão subterrânea de necrópoles,
outras geometrias difusas.

Penso no teu corpo
e dói-me tu não seres
a indesejada publicidade
vespertina na caixa de correio,
a mão suspensa
ou a promessa de uma solidão
que soubesse incurável.

A duração do eclipse é ainda
o tempo que nos resta.

REF: LC10 Categorias: , ,

1.ª ed.: outubro 2021
150 x 210 mm | 174 pp.
ISBN 978-989-8029-78-2

Imagem da capa: ilustração de Gabriel Pacheco.

Share This